Se tem uma conta na rede social Linkedin, nos últimos sete dias partilhou pelo menos um artigo ou imagem, tem mais de 50 conexões, pertence a alguns grupos e costuma actualizar o seu perfil, então este artigo é para si.

Não é novidade que o Linkedin se converteu no rei das redes profissionais. Mas o número de utilizadores activos cresce de dia para dia. Conseguir que a sua marca pessoal tenha impacto nesta rede exige algum trabalho e cuidado.

Seguem-se por isso algumas dicas para que não deixe o seu perfil adormecido:

1. Os utilizadores do Linkedin que actualizam frequentemente o seu perfil têm mais hipóteses de ser encontrados pelos headhunters ou de estabelecer contactos interessantes;

2. Evite partilhar imagens suas em contexto pouco profissional. Para esse efeito existem redes sociais específicas, como o Facebook;

3. Se está empregado experimente utilizar o seu perfil como ferramenta comercial. Na experiencia actual coloque um pequeno vídeo, link ou texto sobre a empresa onde trabalha ou sobre um projecto que está a desenvolver;

4. Os perfis com fotografia têm maior percentagem de visualização. Não se esqueça: escolha uma fotografia profissional e vá actualizando-a;

5. Evite buzzwords como “criativo e motivado” na descrição das suas características. Aposte nos verbos de acção para descrever as suas actividades e funções;

6. Convites, recomendações, felicitações e mensagens: responda a todos com um texto personalizado. Evite fazer recomendações a pessoas que não conhece.

7. Deixe um contacto mais directo. Se não utiliza a rede social todos os dias pode não ver uma mensagem importante que lhe foi enviada, podendo perder assim uma boa oportunidade;

8. Partilhe conteúdo interessante. Faz sentido que siga grupo e empresas da área em que pretende desenvolver a sua carreira e que vá partilhando os conteúdos associados a esse objectivo;

9. Escreva um breve resumo sobre si. É uma área cada vez mais utilizada na rede social e com grande destaque visual. Pense no resumo como o seu pitch de elevador;

10. Não se esqueça de adicionar factores que distinguem a sua marca pessoal: qualificações relevantes; cursos; idiomas; prémios; publicações; trabalhos de voluntariado e outros;

11. Actualize-se! O Linkedin sofre alterações quase todas as semanas. Se não for actualizando o seu perfil com novas imagens, com os novos projectos em que está a trabalhar, com aquele workshop que fez a semana passada, irá ser certamente ultrapassado.